Música para crianças e adultos não é tão diferente, mas...

A educação do ouvido começa em casa. Muitas vezes ainda na barriga da mãe. Por isso compartilho com você que é pai, mãe, ou tem sobrinhos e netos, algumas reflexões sobre a relação das crianças com a música. Há grupos musicais, famosos ou não, fazendo excelentes trabalhos voltados para as crianças. Mas o que eu pretendo mostrar neste post é que a chamada música para crianças não é tão diferente da boa música para o público adulto. O que muda é a percepção…

A música boa para crianças é aquela que apresenta uma relação com o mundo real

A música que é boa para crianças é a mesma que é boa para adultos. Isso não quer dizer que a música infantil, trabalhada especialmente para este público, não seja necessária. Não apenas ela é necessária, como eu vou explicar agora o porque.

O que difere a música especialmente feita para crianças e a música que as crianças simplesmente “podem” ouvir, é algo muito simples. Ao escutar uma música, o ouvido da criança busca evidências de que ali há pessoas de verdade (percebidas através do canto). Também são cativadas por uma historinha (percebida através da letra) e sons que se parecem com algo conhecido, como vozes de crianças, apitos, barulho de vento, passarinhos, etc.

O canto e a letra tornam a música menos abstrata e mais concreta, tangível. Mas não é tanto pela mensagem da letra em si, mas principalmente porque a criança percebe explicitamente que há pessoas de verdade fazendo a música.

Esta é a principal sacada. O vínculo afetivo é o principal meio de ligação das crianças com a música. E ele se dá pela percepção do lado humano na música, e não o seu lado estético, conceitual.

Musica educa musica para criancas

#1 – Música para crianças – A importância da música instrumental:

Tendo em vista o que foi dito acima, a apreciação de uma música instrumental nem sempre é tão fácil para as crianças, não por ser complexa, mas pelo fato de ser abstrata e não haver voz, o que explicitaria a presença humana.

Por isso, a criança precisa ser apresentada aos poucos à música instrumental, mesclando com as músicas que ela já se acostumou. Quando aos poucos as crianças passam a perceber que há pessoas de verdade tocando aqueles instrumentos, a percepção se transforma.

O mesmo ocorre com adultos que não tiveram muito contato com a música.

É bem útil brincar de falar os nomes dos instrumentos que estão na música. Ao nomear cada um se é capaz de visualizar, tornando assim a escuta mais concreta e conectada ao mundo real.

Inicialmente as crianças se acostumam e reconhecem os  sons mais comuns, como de tambores, violão e flauta. Com o tempo e escutando de forma cotidiana um repertório instrumental, a criança se torna capaz de apreciar e identificar os sons de diversos outros instrumentos, além de perceber que há pessoas tocando, o que torna tudo mais tangível.

Mas nós adultos devemos saber que a validade destas habilidades não se restringem à música. Saber ouvir é um caminho para o mundo interior de cada um. Desenvolve sentimentos e a inteligência emocional.

>>> DICA <<<

É muito legal assistir vídeos de música. Ao ver os músicos tocando, a empatia é bem maior. Eu, por exemplo,  gosto de deitar na cama com o Ipad ou o celular e mostrar algumas músicas para as minhas filhas. Outra dica é contar um pouco da história do(a) artista, pois os ajuda a ver pessoas reais por trás da arte.

#2 – Música para crianças – Música Clássica:

Menina escutando musica para criancas

A música clássica é o gênero mais amplo que existe e compreende muitos séculos de produção no mundo inteiro. São diversos estilos e a música popular brasileira não fica de fora, você sabia que existem músicas “clássicas” influenciadas pelo samba, o choro, o baião? Esse é o caso do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos, assim como de outros menos conhecidos como Ronaldo Miranda e César Guerra-Peixe.

A música clássica produzida na Europa também é toda influenciada por estilos populares. Antigamente havia danças como mazurcas e minuetos, que eram dançadas nos castelos, e que se mesclaram à música religiosa, dando origem à música de muitos compositores importantes como Bach, Mozart e Beethoven.

O que une todos estes estilos, inclusive os oriundos do Brasil, em um só gênero, chamado música clássica, é a elaboração e a escrita que delineiam o que os músicos irão interpretar. Unir técnica, compreensão do discurso musical e interpretação é o papel dos incríveis músicos que escrevem e interpretam este vasto repertório.

Expor crianças a músicas com alto grau de elaboração é bastante benéfico, pois na escuta reside a primeira lição de ouvintes e músicos mais desenvolvidos. A organização do som reflete na mente de quem o ouve. Este é um dos mistérios da música.

O cientista japonês Masaru Emoto demonstrou que a música, os sons e as palavras geram efeitos físicos nas moléculas da água. Através de fotografias da água, em escala microscópica, demonstrou que a organização do som reflete diretamente na estrutura das moléculas da água. Esta é uma comprovação daquilo que já somos capazes de sentir: Os benefícios de palavras positivas e músicas harmoniosas, assim como o desconforto gerado por palavras negativas e músicas perversas.

A música clássica apresenta uma organização formal que reflete, mesmo que inconscientemente, no estado mental das pessoas. A sensibilidade e o julgamento para identificar, no entanto, se uma música é boa ou não, é de cada um.  E não é diferente com os pequenos, eles também tem gostos e preferências. Não se preocupe, o legal é experimentar, além do mais é fácil perceber se uma música traz paz, confusão e agitação.

 

#3 Música para crianças – O que ouvimos em casa?

Segue abaixo uma lista de artistas, grupos e trabalhos que mais escutamos em minha casa: Recomendo a lista porque sei que são artistas dedicados ao universo infantil e as crianças adoram. Mas é importante que você mesmo crie uma lista com seus filhos, algo mais pessoal de vocês.

Música infantil:

    • Weber Lopes e Giovane Sasá

    • Duo Rodapião

    • Rubinho do Vale e Cláudia Duarte

    • Trio Amaranto

    • Palavra Cantada

Outros artistas que as crianças gostam:

 

Você viu como é simples escolher a música que seus filhos ouvem. O mais importante é que seja um repertório do bem. Compartilhe sua lista ou artistas que você gosta de ouvir com seus filhos, aí na área de comentários. É sempre bom conhecermos novos artistas de qualidade!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu