Você pode estar negligenciando a educação dos seus filhos!

Antes de começar eu quero te convidar a uma reflexão:

Como você tem contribuído para a educação cultural de seus filhos?

Qual é o papel de pai ou mãe que você tem assumido neste assunto?

Resolvi escrever sobre isso como um desabafo e ao mesmo tempo como uma forma de auxiliar. Confesso que fico preocupado pelas coisas que presencio neste campo. Primeiro, vou fazer um breve resumo para que você me conheça e saiba porque eu acredito ser alguém que pode falar com você sobre estes assuntos, digamos, delicados.

Eu me chamo Ricardo Novais, tenho 36 anos e 3 filhas: Rosa, Lira e Aurora. Além disso, sou músico profissional há 14 anos e trabalho levando educação musical para crianças e adultos de diferentes faixas etárias.

Em todos os anos de experiência dando aulas e na minha própria casa já me deparei com diversas situações envolvendo pais e diferentes maneiras como eles se relacionam com o desenvolvimento de seus filhos, e mesmo sendo uma afirmação forte, posso dizer:

Muitos pais negligenciam sim o desenvolvimento e educação dos seus filhos e o mais perigoso é que não percebem!

Como eu disse no início, esse texto é um desabafo sincero, que faço no lugar de pai e como uma pessoa que exerce um papel de mudança e desenvolvimento na vida de várias famílias, como professor de música. Acima de tudo peço que leia até o final, pois não quero só apontar o problema, quero te dar uma solução.

cta-meio-post-curso-amigo-violao

O Segredo eu vou te ensinar agora

6749689975_6c43852f0a_o

No início do texto fiz duas perguntas. Reconheço e sei que você quer dar a melhor contribuição enquanto pai ou mãe, ou não estaria lendo este texto.

A questão principal é: Onde você se coloca neste momento de dar cultura a eles? Esta pergunta é uma síntese das duas lá de cima.

Tenho muitos alunos que tem condições financeiras maravilhosas, fazem muitas aulas de música, artes, línguas e esportes, mas não tem o principal: Pais que participam disso tudo.

Eu sei que pode parecer exagerado, mas sim… Vejo muitos pais deixando de dar o melhor, acreditando que basta delegar esta função para terceiros.

Mas Ricardo, como assim?

1- Talvez seu filho faça uma ou mais atividades. Mas você acompanha essas atividades? Você estimula? Vocês conversam sobre isso?

2- Você compra livros, DVDs, ele vê canais instrutivos. OK! Mas quantos desses livros vocês lêem juntos? E quantos DVDs assistem? Ele realmente quer ver esse “canal instrutivo” ou queria estar aprendendo alguma coisa vivenciando com você? Você brinca junto, no sentido de construir algo em parceria?

3- Intimamente, você pode acreditar que é impossível se divertir de fato junto com seus filhos. Afinal Hobbies de adultos são bem diferentes dos das crianças. Será? Será mesmo que não há um ponto de interseção onde vocês possam aproveitar juntos, mesmo que cada um à sua maneira?

Resumo:

Você “passa tempo” com o seu filho “ou passa tempo de qualidade” com o seu filho?

O que eu estou dizendo aqui eu vi, na vida real, em muitas casas. Dando aulas de violão para uma criança, vivenciei olhares desmotivados mudarem totalmente quando eu propunha a participação do papai ou da mamãe. São pais super legais, que realmente acreditavam que o simples fato de poder me pagar para dar aula para o filho 1 vez por semana já era sensacional. Só não estavam sabendo como melhorar esta relação.

Depois de muito ver hoje eu resolvi falar.

Como combater esse perigo?

Frustrated African American woman working from home

Depois de muito pensar e conversar com minha mulher resolvi ajudar da maneira que acredito. Me reconheci em muitas situações, perdi sono à noite, me questionei e percebi que a mudança inicial deveria vir de mim e que só depois de me ajudar eu conseguiria ajudar outros.

Trabalhei no meu próprio lar alguns conceitos e atividades que funcionaram, e hoje quando me deparo com essas perguntas tenho consciência de que não sou perfeito, ou o melhor pai do mundo mas que com certeza, cultura, educação e desenvolvimento humano eu levo para minhas filhas.

O RESULTADO DISSO É EVIDENTE E NATURAL, NÃO É MÁGICA NENHUMA.

Não acho que sou melhor do que ninguém. O fato é que devido a uma série de limitações, inclusive financeiras, combinadas ao fato de termos 3 crianças, nos leva a ter que solucionar as coisas de forma criativa, o que envolve alguns “sacrifícios”.

Com isso comecei a passar bastante tempo com minhas filhas. Venho buscando envolvê-las através daquilo que eu mesmo sei fazer. Mas o mais interessante é que ser músico ou artista não quer dizer que você simplesmente educa seus filhos automaticamente na sua área.

Pelo menos no meu caso, precisei desenvolver técnicas, mas sobretudo a minha sensibilidade para esta urgência.

NÃO SE TRATA DE DAR AULAS PARA OS FILHOS, MAS SIM COMPARTILHAR!

É isso que vem me proporcionando uma vida em família com harmonia e segurança emocional para lidar com as responsabilidades da paternidade.

Reuni algumas de minhas práticas em um ebook gratuito, pois não seria lógico escrever sobre isso aqui no Blog, por ser um conteúdo bem mais rico e detalhado. Nesse material falo das situações mais comuns onde pais negligenciam a educação e desenvolvimento dos filhos sem perceber. Falo do impasse entre os ”momentos juntos” e dos “momentos de qualidade”, falo de como conciliar a rotina dos pais com a rotina das crianças, entre outras vivências e soluções que compartilho para que você comece a botar a mão na massa e fazer mais pela sua família.

Se você leu até aqui é porque se preocupa e porque reconhece que nós pais não somos de todo perfeitos, mas que podemos sim melhorar sempre.

O ponta pé inicial você já deu, espero que essa reflexão tenha sido relevante para você, assim como foi para mim e outras pessoas com as quais pude ter contato. Convido você a baixar o ebook que é gratuito e tem a finalidade de contribuir com seus próprios passos no sentido de começar um mundo melhor dentro de sua própria casa.

Baixe agora, GRATUITAMENTE, o livro digital (E-book) Tenha mais momentos de qualidade em Famíliae saiba, de uma vez por todas, como levar para a sua casa atividades que estimulem a criatividade, educação, desenvolvimento infantil e a construção de um relacionamento saudável em famíla!










Você pode estar negligenciando a educação dos seus filhos! Saiba o porquê. 1 Você pode estar negligenciando a educação dos seus filhos! Saiba o porquê.

Grato por ler esse desabafo e parabéns pelo que você já começou a fazer pelo desenvolvimento de seus filhos, então não pare!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu