Aprenda a organizar o conteúdo das aulas de violão

Inscreva-se para saber dos novos conteúdos, assim que sejam publicados.

Compartilhe este Post:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Embora não seja necessário planejar minuciosamente cada aula, saber organizar o conteúdo das suas aulas de violão é uma habilidade importante a ser desenvolvida. Dizemos que não é estritamente necessário porque cada aula é um evento único, em que a interação com o aluno e sua condição particular podem levar a diversos caminhos, o que faz um planejamento rígido ser pouco proveitoso. Porém, bem sabemos que, em determinados momentos, há o risco de simplesmente ficarmos sem saber o que ensinar. Tendo isso em mente, o teórico Keith Swanwick elaborou o modelo C(L)A(S)P. Esse modelo propõe uma organização adequada de categorias de conteúdo no ensino, com o C significando composição, o L significando literatura, o A significando apreciação, o S significando skills (habilidade) e o P significando performance.

Você pode perceber, de início, que o L e o S estão entre parênteses, enquanto que os outros não. Isto é porque a composição, a apreciação e a performance, diferentemente dos outros dois, são elementos essenciais, e os outros fazem sentido quando contidos nestes (ex: não convém pensar a técnica isoladamente, mas sim como parte indissociável da performance).

Embora os elementos essenciais, como mencionado, sejam CAP, preferimos, no método Amigo Violão, pensar esta sigla retrogradamente, ou seja, PAC (performance, apreciação e composição, nesta ordem). Isto é porque, no caso de uma criança, a experiência atesta ser preferível que ela, antes de experimentar compor e entender o que faz, tenha a própria experiência concreta de tocar. Ter essa experiência, além de alimentar os ânimos do aluno, faz com que ele forme uma gama de experiências concretas que, mais tarde, servirá de material para ele pensar e entender a música.

Tendo dito isso, passemos para os tópicos, na ordem que preferimos:

organizar aulas de violao crianças
No caso de crianças, é mais importante ainda saber organizar o conteúdo das aulas de violão.

Performance:

Podemos dizer que a performance é o coração do estudo, já que, sem performance, nada faz sentido (afinal de contas, o aluno quer aprender a tocar, não é mesmo?). No entanto, convém quebrarmos um pouco o significado que costumamos atribuir a essa palavra. Geralmente, quando falamos em performance, o que vem à mente é a imagem de um recital, de um show ou coisa do gênero, porém performance não é só isso. Performance inclui também, por exemplo, cantar uma música junto ao professor, bater palmas seguindo um ritmo, bater no tampo do violão, ou seja, tudo aquilo que, mesmo de forma rudimentar e simples, seja uma vivência musical

E a vivência musical pode (e deve) se dar durante todo o percurso de aprendizado, tendo em conta, claro, as limitações e condições particulares do aluno. Esses momentos, como bater palmas ou cantar, embora tão simples, não são tempo perdido, já que formam uma base de vivências sobre a qual se fundam todo o seu conhecimento e suas habilidades.

Devemos também pensar a performance como um meio de transmitir habilidades, isto é, aproveitar músicas de variados gêneros (e, de preferência, músicas de que o aluno goste) como exercícios técnicos, sem que o aluno sequer perceba que, no fundo, está fazendo um exercício técnico, mas sim que está somente aprendendo uma música nova. Aliás, aplicar exercícios de técnica isolada foi um dos erros enumerados no texto “3 erros ao ensinar violão para crianças” (Clique aqui para ver!).

Apreciação:

Podemos dizer que a apreciação é uma escuta orientada, isto é, uma escuta mais consciente e atenta do que está acontecendo na música. Isto tem grande importância na aula de violão, já que fará com que o aluno, ouvindo de maneira mais “sofisticada”, se atente a detalhes que poderiam passar despercebidos. Dessa maneira, desenvolverá sua musicalidade e seu senso estético, o que o tornará mais capaz de compreender certos conceitos e de executar determinadas músicas.

Uma boa apreciação pode se dar, por exemplo, pedindo para que o(a) aluno(a) tente descobrir quantas partes há em uma música (é particularmente interessante pedir para que ele tente desenhar as partes da música), uma habilidade que, se bem desenvolvida, o auxiliará muito na memorização das peças ou canções que for aprender.Uma boa apreciação também pode vir acompanhada de um estudo da literatura musical, apresentando peças de variados estilos e partituras/cifras de vários níveis ao aluno(a), a fim de que se habitue a repertórios e notações aos quais talvez ainda não esteja acostumado.

aula violao crianças
Dar aula de violão para crianças não é fácil!

Composição:

Esse é um tópico muito interessante a ser trabalhado na aula, já que, enquanto antes a música era absorvida pelo aluno(a), aqui ela sairá dele(a). Ter a experiência de compor, mesmo que de maneira muito simples (pedindo, por exemplo, para que o(a) aluno(a) invente algo com 2 notas), é uma excelente maneira dele afixar o conhecimento que adquiriu e ter mais domínio e entendimento do que está tocando. Ser capaz de compor significa ser capaz de modelar a música de acordo com o seu gosto, e isto, além de ser divertido, força (no bom sentido, claro) o(a) aluno(a) a aprimorar o seu nível. 

Você não precisa pedir para que ele(a) invente algo muito complexo, mas algo mais ou menos no nível (ou um pouco abaixo) do que ele(a) está tocando. Por exemplo, se ele(a) aprendeu uma música com 4 notas, peça para que, com estas mesmas 4 notas, componha algo do próprio gosto. Será divertido e enriquecedor!

Tendo inseguranças quanto a como organizar o conteúdo das aulas de violão, se sentindo um pouco perdido quanto ao que ensinar, a quando ensinar e a como ensinar os seus alunos crianças, você não pode deixar de conhecer o método PROVIC (formação do professor de violão para crianças)! Este é um método meticulosamente preparado por Ricardo Novais, no qual ele condensou tudo aquilo que aprendeu durante anos e anos de experiência dando aulas para crianças. O método é muito usado pelo Brasil afora e vem se mostrando cada vez mais eficiente e admirado! Clique aqui para conhecer melhor!

Posts relacionados no Amigo Violão:

Você quer aprender violão de forma afetiva, de acordo com sua capacidade?

Veja nossos cursos: