David Cardona, Bacharel em Violão pela UDESC, reside em Florianópolis Santa Catarina. Professor particular de violão há mais de 10 anos. É bandolinista da Orquestra de Choro Campeche. Trabalha em atividades de composição e gravação de trilhas sonoras para teatro, e também com serviços de editoração musical.

Contato – Professor David Cardona:

Email: david-violao@hotmail.com

Conheça melhor o Professor David Cardona:

O que te dá mais satisfação ao dar aulas?

Cada pessoa criança ou adulto tem sua própria forma de aprendizado. Há os que tem mais facilidade com imitação, há os que preferem entender nos mínimos detalhes  a lógica por trás dos movimentos. Além disso, cada aluno tem suas dificuldades e aptidões na hora de aprender a tocar, o que me gera uma constante revisão dos conteúdos que uso para dar aula. Ficar atento, para descobrir qual é a melhor forma para que o aluno, na sua particularidade, entenda o que eu quero explicar, se constitui em um aprendizado para mim.

De certa forma o que eu mais gosto em dar aulas é que mesmo que eu trabalhe o mesmo conteúdo com diversos alunos, a experiência de ensinar vai ser diferente. E eu também vou estar aprendendo com eles, seja melhorando a minha didática, percebendo peculiaridades técnicas do instrumento que nunca tinha pensado, ou melhorando a minha capacidade de comunicação. Dar aulas de violão me é satisfatório basicamente por duas razões: primeiro por passar para frente um conhecimento ao qual tenho me dedicado muito, e que eu sei que não tem absolutamente nada de negativo. Segundo, porque com meus alunos quanto mais ensino mais aprendo de música e da vida.

Artistas e Bandas que você gosta

The Beatles, Hamilton de Holanda Quinteto, Hermeto Pascoal, Gabriel Grossi, Vinicius Calderoni, Baden Powell, Raphael Rabello, Paulinho da Viola, Andres Calamaro, Gym  Class Heroes, Billie Holiday, Oasis, The Libertins, Jarabe de Palo, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Radiohead, Pearl Jam, Dominguinhos, Otto, Manchester Orchestra, Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Arctic Monkeys,  Mombojó, Nação Zumbi, Silvio Rodriguez, Pablo Milanes, Mercedes Sosa, Augustin Barrios, Antonio Lauro, Chico Saraiva, Mutantes, Paco de Lucia, Monica Salmaso, Arcade Fire, Alessandro Penezzi, Esperanza Spalding, Ibrahim Maalouf,  Astor Piazzola, Yamandu Costa, Edu Lobo, Ricardo Herz, Cordel do Fogo Encantado,  Beirut, Cartola, Muse, Leo Brouwer, The Strokes, João Bosco, Kings of Convenience, Vitor Ramil, Los Hermanos, Kings of leon, Franz Ferdinand, Foo Fighters, Felixfonica, Buena Vista Social Club, Lenine, Toto la Momposina.

Uma música escolhida a dedo:

Qual dica você dá pra quem está começando ou querendo parar de “arranhar o violão” e tocar de verdade?

A minha dica para quem está querendo tocar “violão de verdade” é nunca desistir. Para consegui-lo: ter paciência, os resultados vão aparecer; repetir, repetir e repetir; e distribuir as horas de estudo ao longo da semana.

Quando se está buscando apreender a tocar um instrumento, ou desenvolver qualquer tipo de habilidade neste ramo é importante levar em consideração, entre outras, três coisas: paciência, repetição e constância.

A paciência é fundamental na hora de apreender a tocar violão. Mesmo para pessoas que tem boa coordenação motora e facilidade em apreender, o resultado nunca é imediato. Por isso é importante ter calma. Dependendo de qual é o objetivo, pode demorar semanas ou meses para conseguir ​tocar esta ou aquela música mas, com paciência, persistência e um bom professor, sempre se consegue.

A repetição é importante, porque é a forma como nosso cérebro assimila novos movimentos e nosso corpo exercita a musculatura necessária para executar o que está sendo apreendido. Caminhar, falar e escrever são habilidades que desenvolvemos através da repetição, até o ponto em que as conseguimos fazer de forma inconsciente.

A constância influencia diretamente no tempo que nos leva a apreender a tocar violão. É mais eficiente estudar violão só alguns minutos todos os dias da semana, do que em um dia só ficar muitas horas. Isto porque quando estudamos o violão nosso cérebro está aprendendo novas formas de utilizar nossos braços e dedos, ao mesmo tempo em que nosso corpo está exercitando uma musculatura que não é tão utilizada no cotidiano.

Estudar um pouco todos os dias dá tempo para o corpo descansar e para nossa mente assimilar o que foi trabalhado. Dedicar todo o estudo num dia só pode resultar em uma sobrecarga física e mental. É fundamental distribuir o estudo ao longo da semana, pois assim é reforçado o que aprendemos cada dia, e é mais perceptível a sensação de estar evoluindo, em quanto que no estudo concentrado em um dia só se corre o risco de esquecer a maior parte do que foi treinado.

Veja o Professor David Cardona tocando:

O Professor David Cardona é certificado na metodologia Amigo Violão de Violão para Crianças, tendo se qualificado nos seguintes conteúdos:

– Os 5 degraus da leitura musical e repertórios específicos para aplicação com alunos a partir dos 5 anos de idade;

– Músicas de cordas soltas;

– Repertório com escrita gráfica para introdução da mão direita;

– Repertório de tablatura, estrategicamente ordenado;

– Acordes facilitados, batidas e cifras;

– Primeiros solos de violão;

– Escrita/ leitura relativa;

– Escrita tradicional (absoluta);

– Jogos didáticos para didática do violão.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu
×
×

Carrinho